quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Cada detalhe é pra somar

Amar alguém é...

Amor possessivo não é amor, como todo mundo sabe e estão cansados de ouvir que...
“Ninguém é de ninguém nesse mundo”
Nem nossos filhos são nossos, o que dirá um homem ou uma mulher.
As pessoas são livres, livres para amar e escolher quem quer amar.
O amor que exige exclusão e posse não é amor.
O amor possessivo amarra, impede o crescimento, enquanto que o amor verdadeiro é a força, é o impulso que faz o outro crescer.
Amar alguém é comprometer-se...
O amor é uma soma para que cada um possa ser mais ele mesmo, ele não existe para aliviar a dor e nem tão pouco para resolver necessidades, carências e interesses do outro.
O amor verdadeiro, maduro, é livre, é incondicional, sabe ceder e perder com serenidade para o bem da pessoa amada; sabe viver quando tem o bem e também quando não tem; sabe dialogar e chegar a conclusões maduras e sensatas.
O amor não nasce pronto, de uma vez...
Tem que haver vibração tem que ser harmônico.
Amar alguém é comprometer-se...
Como um amigo, companheiro, nas horas felizes e tristes, è ser honesto, sincero, confiante, verdadeiro em palavras e atitudes.
Amar alguém é comprometer-se...
O amor é como uma rosa, mas para que essa rosa exista, é preciso que existam também espinhos.
Mas mesmo assim, o amor ainda é a maior força que existe em nós, é só o amor que nos transforma, que nos amadurece.
Se não se aceitarmos de coração aberto à dinâmica transformadora do amor estaremos definitivamente negando a crescer e permanecer sempre infantil
Amar alguém é comprometer-se...
Não importa quem você ama...
Simplesmente Ame com todo seu coração e por toda a sua vida...

Read more...

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Amor Incondicional

Algo me inspira a escrever sobre este sentimento,
desmasiadamente falado,porém,pouco achado.
As pessos dizem Eu te amo!,com tamanha facilidade,
e não obstante.
um instante depois,
cobrar respostas.
Mas não estamos diante de uma pergunta,e sim,de uma
exclamação,de uma afirmação.
Eu te amo e pronto!
sem respostas,sem anseios,
sem angústia,sem condições.
Esse sentimento não requer reciprocidade,
não pede nada em troca,
por muitos é denominado amor-altruísta.
Este amor é facilmente visualizado,
na mãe pelo filho,
naquele que não espera nada,
que hora todas as noites pela sua plena felicidade.
Mesmo que as coisas não andem bem,
ela nunca deixará de amá-lo.
Para este tipo de amor,não existe "se´s".

Se você deixa de fazer...

Se você me dar aquele presente...

Se você me amar como eu te amo!

Amor incondicional:
por muitos desprovido de pensamentos racional,
por outros carregado de inestimável valor emocional.

Um amor sem limites,
onde o céu não é o fim,
onde sempre se pode mais,
onde o velho ditado"fazer o bem,sem olhar a quem"
se faz mais do que presente.
Mas,para os seres falíveis ao erro,
é inegável dizer quem ama assim
não é fácil,
pois requer esforço,
dedicação,maturidade.

Esfoço para não se entregar,
para seber perdoar,
para relevar,
duas vezes pensar,
para sempre se levantar.

Dedicação para amparar,
confortar,acariciar,
acudir,auxiliar
apoiar.

Maturidade para raciocinar,
relembrar,viver,
esquecer,fingir que não vê,
"dar o braço a torcer".
Um amor assim,realmente,estar por existir,
mas,
difícil.
uniões verdadeiras são construídas de amor verdadeiro,
dizer eu te amo é assumir toda essa carga de
"compromissos",
que digo realmente,
não é difícil.

é fazer momentos mínimos se tornarem eternos,
não pelo seu lapso temporal,
mas por este fantásticpo sentimento,
que não trava brigas,nem disputas,
e sim,compartilhar emoções,
distribuir felicidade,
sem impor, NUNCA nem JAMAIS:condições.

Read more...

Seguidores

Sobre Mim

Text

  ©Template by Dicas Blogger.